segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

FC Porto 5 vs 0 Gil Vicente - A liderança é nossa!

O FC Porto conseguiu vencer o Gil Vicente pelos claros 5-0 praticando um futebol tranquilo, cheio de controlo e sem dar espaços ao adversário, entrando forte a marcar cedo dois golos deixando o jogo fácil do início ao fim. Quando é assim não há muito que se possa dizer, ainda a jogar com a adaptação de Defour à posição de extremo a equipa apresentou um futebol agradável e a dominar o jogo totalmente! Jogo digno de ser mostrado pese embora a equipa de Barcelos que foi afectada pela perda de jogadores neste mercado de Inverno mas que não serve de desculpa para tamanho domínio da equipa azul e branca.

A primeira parte tivemos um entrada muito forte como já tinha dito na antevisão ao jogo, onde atacamos desde início sem dar espaços ao adversário e tentar marcar o mais rápido possível. Logo ao 4º minuto de jogo Danilo numa acção individual conseguiu fazer o primeiro golo para a equipa da casa que procurou logo de início chegar à vantagem. Apenas 8 minutos depois Otamendi após pontapé de canto ganha a bola na área, a rematar e Vitor Vinha a desviar para a própria baliza e o segundo golo da equipa azul e branca estava feito! Dominamos toda a primeira parte como uma posse de bola brutal, sem deixarmos a equipa visitante fazer um único remate à nossa baliza nos primeiros 45 minutos! A pressão efectuada pela equipa foi demasiado alta não permitindo nenhum espaço ao Gil Vicente. Tivemos várias oportunidades de golo e ainda uma grande penalidade escandalosa não assinalada a nosso favor, quando César Peixoto foi ao jogador e nunca à bola. Vantagem justa e curta ao intervalo por aquilo que foi feito pela equipa azul e branca. Destaque para os 83% de posse de bola para a equipa da Invicta e 30 ataques!

Na segunda parte entramos de novo com o domínio do jogo mas a equipa de Barcelos teve uma oportunidade aos 51 minutos em contra ataque que levou muito perigo à baliza azul e branca. A resposta dos Dragões não tardou a chegar e Defour numa iniciativa individual marcou o 3º golo para a equipa da casa num golo bem conseguido. Aos 61 a equipa de Barcelos ficou reduzida a 10 jogadores com a expulsão de Claúdio por duplo cartão amarelo, com faltas sobre Jackson Martinez e João Moutinho, sem qualquer contestação. Aos 74 minutos após entrada de Izmaylov e Castro o Porto fez mais um golo, desta feita por Varela de cabeça após excelente cruzamento de Castro. Já perto do final do encontro Jackson Martinez a fazer o 5º e último golo da partida e o seu 15º tento no campeonato após excelente passe de Sebá!
A segunda parte foi de domínio completo do jogo, a jogar num ritmo acelerando aos poucos quando queria criar perigo para a baliza do Gil.

Notas de destaque para toda a defesa, intransponível em todo o jogo, Jackson trabalhou muito, Defour e Danilo muito bem ambos no jogo, Moutinho e Fernando excelentes ou seja não houve um único jogador a jogar mal, com Varela a trabalhar bem até e marcando mesmo um golo. A liderança é nossa sem qualquer contestação e estamos vivos e para durar! Somos Porto    

Resumo do Jogo



3 comentários:

dragao vila pouca disse...

Ainda sem contar com Liedson, por falta de certificado internacional, com Fernando a trinco - na única alteração em relação à equipa que entrou de início em Setúbal. Saiu Kelvin - e com Defour na meia-esquerda - pela direita entravam Lucho, Varela e um Danilo muito profundo - a provar que mesmo frente a equipas muito fechadas, se a dinâmica funcionar, se houver rapidez a pensar e a executar e mais gente envolvida no processo ofensivo - Fernando esteve muito próximo da área, principalmente na primeira-parte -, as coisas também podem resultar e bem, com o belga na equipa. Foi o que aconteceu esta noite no Dragão.
Foi um Porto exuberante, de grande fulgor e nota artística, aquele que hoje depenou, assou e comeu, um galo incapaz de contrariar uma das melhores exibições da época do conjunto treinado por Vítor Pereira.

Abraço

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Exibição muito agradável com resultado a condizer. Quando assim é só os elogios e os parabéns a todos, que constituíram um colectivo forte, unido, solidário, talentoso e ambicioso, deve ser realçado.

Não posso porém de deixar passar em claro a azia quase geral dos comentadores, ditos desportivos, que se portaram como agentes do anti futebol. Pelo facto do Gil Vicente não incorrer num jogo faltoso e/ou violento, apelidaram-no de macio! Naturalmente estão habituados a ver o FC Porto ter de jogar contra especialistas no Ragby, no karaté ou no Kung-Fu, com a complacência dos árbitros. E quando são dois expulsos, como contra o Setúbal, cai o Carmo e a Trindade! Enfim, uns tristes alienados.

Um abraço

Artigosonline/ana disse...

Boas,
A liderança, ainda que partilhada, foi alcançada numa vitória incontestável por uns claros e inequívocos 5-0. Foi um jogo frente a um Gil Vicente que prometia
dificuldades mas que afinal de contas não passou de uma equipa completamente inofensiva, incapaz de travar as iniciativas dos dragões, muito por culpa
de um FC Porto dominador, controlador e esclarecido. E se os de Barcelos saíram do Dragão com cinco golos sofridos, poderiam ter saído com muitos mais.
Gostei da partida, gostei do resultado e por isso estão todos de parabéns. O FC Porto está, como refere o Site oficial dos dragões, “Artística e estatisticamente
na frente””.

Cumprimentos

Ana Andrade

www.portistaacemporcento.blogspot.com
www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com